Páginas

Esta foi a maneira que encontrei de dividir com vocês minhas alegrias, emoções, meus anseios, dúvidas, questionamentos,.. enfim, dividir um pouco de mim, afinal, ser mulher, mãe e esposa, não é fácil e eu não vim com manual de instruções!

domingo, 27 de fevereiro de 2011

Sem o amor eu nada seria

40...
completaria semanas de gestação;
dias que a Olívia nasceu;
dias que me tornei a mulher mais feliz e realizada do mundo;
dias o sonho de ser mãe se realizava;
dias conheci o mais sublime e puro amor;
dias percebi que só o amor vale a pena!

Há 40 semanas o amor de mãe aconteceu em meu coração.
Sabe aquele mandamento que diz: ame o teu próximo como a ti mesmo? Pois bem, amar um filho é mais que isto. Quando amamos um filho, amamos mais que nós mesmos!

Monte Castelo - Legião Urbana
Composição: Renato Russo (recortes do Apóstolo Paulo e de Camões).

Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos,
Sem amor eu nada seria.


É só o amor! É só o amor
Que conhece o que é verdade.
O amor é bom, não quer o mal,
Não sente inveja ou se envaidece.


O amor é o fogo que arde sem se ver;
É ferida que dói e não se sente;
É um contentamento descontente;
É dor que desatina sem doer.


Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos
Sem amor eu nada seria.


É um não querer mais que bem querer;
É solitário andar por entre a gente;
É um não contentar-se de contente;
É cuidar que se ganha em se perder.


É um estar-se preso por vontade;
É servir a quem vence, o vencedor;
É um ter com quem nos mata a lealdade.
Tão contrário a si é o mesmo amor.

Estou acordado e todos dormem.
Todos dormem. Todos dormem.
Agora vejo em parte,
Mas então veremos face a face.


É só o amor! É só o amor
Que conhece o que é verdade.


Ainda que eu falasse
A língua dos homens
E falasse a língua dos anjos,
Sem amor eu nada seria.



Em outras palavras, se não tivesse a Olívia, fruto do meu amor e do Xuxu, eu nada seria!

Boa semana á todos!

Com carinho,

Roberta
"Nosso amor é como o vento, não posso ver, não posso tocar, mas posso sentir!"

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Eba! Eu fui escolhida por ser especial!

Pessoas lindas que amo tanto...
Ontem estava lendo o blog da Cecylia, que me ajuda muito desde que meu anjo Olívia voltou para Deus. Dentre muitos posts, encontrei este que me fez chorar muito quando li e veio confirmar algo que eu acredito demais: Ela SEMPRE foi um anjo que Deus nos enviou para ensinar alguma coisa a mim e ao Xuxu. Sendo assim, ao invés de perguntar PORQUE? eu sempre perguntei PARA QUE? 
O texto é lindo demais! Vale a pena ler e reler, só não pode chorar tá? rs
Deus olhando para a terra viu muitas mulheres que desejavam receber um anjo em sua vida e compadeceu-se delas... 
Enviou então vários anjinhos do céu. E disse: - Ide e alegrai estas mulheres na terra por algum tempo! Ao terminar esse tempo, voltem ao paraíso!
Os anjos obedeceram com presteza e carinho a voz de Deus... e se empenharam nessa missão tão nobre e linda... Entretanto, um desses anjos se apaixonou por uma dessas mulheres ao dedicar-se à essa tarefa, descuidou-se e entregou-se de corpo e alma para aquela a quem deveria levar alegria e deu a essa mulher muito mais que Alegria... deu Amor de forma intensa e encantadora.... tornando-a, a mulher mais feliz entre as mortais!
Porém o prazo terminou e todos os anjinhos retornaram ao paraíso. E aquele anjinho apresentou-se com lágrimas à Deus e perguntou-lhe: - Porque o Senhor me trouxe de volta, se com isso iria fazer sofrer aquela mãezinha que tanto me amava? 
Eis que Deus respondeu-lhe: _Ela sofrerá com certeza com lágrimas nos olhos e no coração a sua perda, mas com certeza terá aprendido para sempre a Força do Amor, da Humildade, da Compaixão, do amor ao próximo e saberá que Eu levei seu anjo, pois ele já tinha cumprido a sua missão na terra.Ela encontrará de novo a alegria de viver quando outro anjo habitar seu ventre. Consola-te anjinho mesmo não estando juntinho desta mãe! Pois teu amor viverá nela para sempre mesmo quando estiver amando outros filhos que virão, pois tu ensinaste o Amor eterno...E essa era tua missão:"Fazer dela uma mulher especial escolhida entre muitas mulheres para ser Mãe de um Anjo!"
Que feio! eu disse que não era pra chorar! rsrs - brincadeira, pode chorar sim! Principalmente se você tão foi escolhida para ser Mãe de Anjo, afinal Ser escolhida para tal, não é para qualquer uma não. Tem que ser muito especial. Ser forte não é pré-requisito, pois Deus é nossa força e nos capacita para esta missão que muitas vezes pensamos ser impossível. Me sinto honrada por ser escolhida para gerar minha Olívia, um anjo muito especial e que mesmo em meu ventre e com apenas 30 horas de vida, nos trouxe muito amor e felicidade plena! Obrigada Senhor!!!
Para terminar, uma música que ouvi durante toda a minha gravidez pensando que era porque eu a achava lindinha, mas agora vejo que não era bem por isso...
Muito obrigada por todas as mensagens de apoio, carinho e amizade. Vocês também são ANJOS em minha vida!
Xuxu, eu te amo com todas as minhas forças e sei que em breve Deus irá nos enviar muitos filhos para que mais uma vez nosso amor tão lindo, sincero e verdadeiro se transforme literalmente em uma só carne! Te amo Te amo Te amo! Ah! A Olívia, o Kindim, a Cacau e o Romeu também te amam muito. Obrigada por SER parte da nossa vida!
Com todo meu amor e carinho,
Roberta


quarta-feira, 23 de fevereiro de 2011

Resposta de Jesus ao meu lamento

Oi gente linda e que tanto amo!
Hoje quero compartilhar dois momentos que Deus falou comigo.
O primeiro são estas palavras logo abaixo enviadas por uma amiga. (também não sei quem é o autor!)


Resposta de Jesus ao lamento de uma mãe


Mãe, enxugue essas lágrimas. 
Não lamente a cruz que lhe dei.
Ela é leve e você é forte, sei que a pode carregar.
Nas horas mais tristes lembre-se de mim.
Você não me vê, mas estou ao seu lado.
No seu caminhar terreno dei-lhe uma prova, que lhe faz chorar.
Mas, para amenizar esse sofrimento,
Coloquei alegrias no seu caminhar.
Olhe ao seu lado e me diga... o que vê?
Só percebe aquele que lhe faz chorar?
E aqueles que lhe fazem sorrir? 

sua família, os amigos que estão ao seu lado, que também precisam de você.
Você lhes dá atenção?
Não esqueça, coloquei-os em sua vida
para que sejam o bálsamo que irá lhe sustentar.
E aquele filho, por quem tanto chora,
E não sabe como ajudar...
Continue o que está fazendo...
"Não deixe nunca de pensar e orar."
E quando você menos esperar
Um anjo o trará de volta à vida, aos seus braços... à família.
E ele, mais forte, irá encontrara a estrada certa que deverá caminhar.
Pense nisso, vc nunca está sozinha sempre te carrego em meus braços.



*********************************************************
Este segundo é um e-mail enviado dia 26 de janeiro pela minha amiga Carina - após leitura do post Outra conversa com Deus ela sentiu que eu deveria postar aqui no blog quando eu me sentisse confortável ou achasse que era hora. 



Querida... Li o q vc postou ontem em seu blog e sinta minha inteira compaixão. Sei que sua dor é imensa e sei que não encontrará explicação para tudo isso... Juro que queria te dar respostas, mas sei que elas não existem aos olhos humanos! Sei que neste momento o que você menos quer é ouvir as pessoas, mas quer uma resposta Divina, resposta esta que só virá com o tempo... Vou te falar, mesmo sabendo que este momento é de te ouvir,  porém não consigo ver seu sofrimento sem te dar alguma palavra amiga, que sei que pouco aliviará sua dor, mas em meu coração sinto que te dará um pequeno alívio em saber que daqui tão longe estou orando e estou unida a vc na luta contra essa dor que não terá fim, apenas irá amenizando, amenizando, amenizando... Até que se acostume com ela em seu peito.
Respostas??? Quando as terá?!?! Talvez um dia... Mas, hoje tento não questionar os planos de Deus, estamos aqui na Terra cada um com sua missão e temos que ser obedientes ao Senhor. Jesus nunca disse que a nossa caminhada seria fácil, não é?! Mas Ele sempre afirmou que a nossa recompensa será grandiosa... Então amiga, aguarde, tenha paciência... Pq com certeza Deus está preparando algo para aliviar a sua dor, em breve... Ele te escolheu pq vc é forte e sabe do que vc é capaz! E Ele não disse também que é não é pra chorar, então CHORE até lavar toda a sua alma, Ele também não disse que vc não pode questioná-lo, então PERGUNTE que Deus mandará as respostas ao seu tempo e a sua maneira... Vc pode amiga, pode tudo nos braços do Pai. Talvez a dor te impeça de ver as respostas neste momento e Deus sabe que este é seu momento de dor e por isso Ele tem seu tempo e vela por vc...
Olhei na bíblia e li isso:
FILHA, 
"NÃO TE DEIXAREI, NEM DESAMPARAREI" CORAGEM! SEDE FORTE! NADA VOS ATEMORIZE, E NÃO TEMAIS PORQUE SOU EU, O SENHOR VOSSO DEUS QUE MARCHA A VOSSA FRENTE. (Deut. 31,6)
O Senhor está contigo , amiga!!! E eu na minha humilde existência, também estou unida à vc!!!
Sei amiga que quando estamos passando por uma grande aflição, temos que tentar aliviar a aflição de outra pessoa, pois assim Deus enviará alguém, para cuidar de nós. E por isso, vc não está sozinha, vc tem seu marido que também sofre e assim apoiados um ao outro vcs VENCERÃO! Juntos, vcs dois td podem!!! O que torna nossa vida leve é o amor. Pra quem ama, tudo é possível.
Conte comigo no que precisar, sempre...
Estou em comunhão com Cristo e com vc!
AMO VC AMIGA!!!
Beijos

CARINA ALCÂNTARA
*********************************************************
É como disse no post anterior. Ás vezes, muitas pessoas, não sabem o que dizer. Acham que vão atrapalhar ou que não são "bons nisso"! Nós nunca somo bons para lidar com assuntos tão delicados como a perda de um bebê tão esperado e amado, mas somos preparados por Deus para estar ao lado dos nossos amigos quando eles mais precisam, nem que seja somente para lhe dar um oi ou contar uma piada. Então, volto a insistir, se você conhece alguém que esta passando por um momento delicado, fique presente na vida desta pessoa. Por mais que saibamos que muitos estão conosco de coração, as vezes é bom ouvir a voz dessas pessoas, PENSEM NISSO!

Com todo meu amor,

Roberta

terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

A importância dos amigos para a mãe que perdeu seu filho

(texto enviado por uma pessoa muito querida - autor desconhecido (pelo menos por mim!) se alguém souber o nome do autor, por favor, me avise!)


Se você conhece uma mãe que perdeu um filho, então telefone pra ela, conte-lhe sobre um filme que você assistiu; com certeza ela não vai se interessar pelo que você está contando, mas vai se lembrar que alguém ligou pra ela.

Passe na casa dela, eu sei..... é desagradável visitar alguém que sofre, mas diga que está com pressa, minta, ela nem vai perceber que você está mentindo. 

Abrace-a, um abraço apertado, gostoso, se ela molhar sua roupa, tudo bem... é só lavar depois. Se você fizer um bolo, leve um pedaço pra ela; um bolo nunca mais terá gosto de festa, mas pode ter gostinho de amizade. 

Deixe que ela fale sobre seu filho; vivo ou morto é o filho dela... ela tem saudade, ela tem lembranças; ela tem que viver. Sobra tão pouco pra uma mãe que perdeu um filho, independente de quantos ela tenha, que um simples sorriso pode iluminar seu dia. 

Você sabe o que é solidão? Não! Então, lembre-se dela. 

Não diga o que ela tem que fazer, ela não tem fazer mais nada... e jamais diga: esqueça , já passou, ou: você tem seguir sua vida; apenas ouça o que ela tem a dizer; faça-lhe companhia. 

Se você conhece uma mãe que perdeu o filho, abrace o seu. Não tenha medo de dizer: te amo! eu sei, adolescente é chato, mas ele vai gostar de ouvir. 
Já é adulto! Não tem importância, diga-lhe: estou aqui.


********************************************************


Antes eu pensava que o risco de perder um bebê acontecia até o 3º mês de gestação. Pensei que se passasse por esse "período" sem problemas, nada mais aconteceria, principalmente se todos os exames estão perfeitos!
Infelizmente fui inocente ao acreditar nisto. Acreditei que com tanta tecnologia, com o avanço da medicina, bebês prematuros sobrevivam sempre, bebês não chegavam á óbito ainda no ventre (com 9 meses) por descaso  erro médico, etc. Pura ilusão! Após minha perda, percebi que é tão comum perder um bebê, quanto ganhar! Cada dia conheço mais e mais mães que perderam seus filhos por N motivos e a maior parte deles por falta de competência, interesse, vontade cuidado dos médicos ou sem explicações humanas, como eu espero que tenha sido meu caso. Mas independente do motivo, o fato é: Hoje, milhares de mães choram a falta de um filho, hoje, centenas de mães ficarão órfãs, amanhã, isto irá continuar, e para quem perdeu um filho o motivo não importa, o que importa é a solidão e vazio que ficam no lugar do seu filho. Apesar de muitas se entregarem a tristeza, outras como eu, querem seguir em frente e ter muitos outros filhos (mesmo sabendo que nenhum ocupará o lugar do que se foi), nós queremos ser felizes, queremos transformar a o vazio e a solidão em esperança e saudade.


Quando li este texto, não pensei em mim. Pensei em todas as mães que cruzaram meu caminho neste curto espaço de tempo após minha Olívia partir. Percebi que muitas pessoas não sabem o que dizer ou fazer neste momento. Digo até mesmo por mim. Até hoje recebo e-mails, scraps, SMS,... de amigos que dizem somente agora ter coragem de falar alguma coisa ou até mesmo que ainda não sabem o que dizer. Eu ENTENDO de verdade a todas essas pessoas, pois até mesmo eu, ainda não consegui responder nenhum recado. Já tentei várias vezes, mas as lágrimas enchem tanto meus olhos que minha visão fica conturbada e não vejo mais nada!


É muito importante a "presença" dos amigos neste momento. Não importa a maneira. Pode ser uma visita, telefonema, e-mails, recados nas redes sociais, comentário no blog (fica a dica! hehehe), uma carta (imagina como seria legal receber uma cartinha neste mundo tão virtual!), sinal de fumaça... não sei. Sei apenas que os amigos são essenciais. Se você parar para pensar, com certeza vai encontrar além de mim, uma mãe que perdeu um filho, e ela pode neste momento estar precisando muito de você.


Um beijo carinhoso,


Roberta

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Minha aparência me enganou!!!

Eu me enganei! Pensei que era forte. Tanta gente me diz isso desde que minha pequena se foi que eu até acreditei.
Hoje, me surpreendi quando fui ao chá de bebê de uma amiga. Ajudei na organização e quando os convidados começaram a chegar, meu coração foi ficando apertado, pequeno, comecei a me lembrar do Chá da Olívia, de como eu e o Xuxu estavamos felizes, dos planos que fazíamos para usar cada presente, e aí minha fortaleza veio abaixo e comecei a chorar! Que vergonha! Eu tentei me controlar mas não consegui. Foi mais forte que eu! Fui para o banheiro pra não dar muito vexame, e ficava pedindo á Deus que me desse força para aguentar aquela situação. A Lolo ficou lá comigo e choramos juntas. Ela me disse em como esta difícil pra ela também; Choramos mais. Ela perguntou se eu queria ir embora, mas eu não podia fazer isso com a Adriana e nem comigo, então levantei, limpei meu rosto e tentei mais uma vez! Escondi meus olhos vermelhos atrás dos óculos escuros da Tia Cristina e fiquei lá até o fim! Eu até fiz a brincadeira de adivinhação com as convidadas!!! rs

O Bernardo, filho da Dri, tem apenas 15 dias de diferença da Olívia. Sempre que a gente conversava, era sobre como os dois iriam ser, fazer... dos passeios que faríamos juntas no calçadão, da piscina que compraríamos para levar a praia, etc... Hoje, fiquei pensando que esses planos terão que ser adiados. O Bernardo ainda vai brincar com meus filhos, mas com a Olívia não! Pensar nisso, me deixou muito triste. Ainda mais por hoje ser domingo (hoje eu completaria 39 semanas de gestação), por ter feito 1 mês que ela nasceu e também que partiu, enfim, essa semana foi muito cheia de emoções e meu coração é pequeno demais pra tanto!

Me desculpem pela fraqueza. Juro que tentei. Juro que queria somente pensar nos bons momentos, mas meu coração não é tão forte quando pensei. Só para vocês terem uma idéia eu fui separar algumas coisas da Olívia hoje e quando peguei o pacote de fraldas que ela estava usando na UTI e vi aquela fralda tão pequenininha, me acabei de chorar! Acho que estou mais emotiva hoje, só pode! Ou então sou uma fraude! Me engano achando que sou uma fortaleza e na verdade não passo de um blefe!

É isso, aquela pessoa forte, que passa essa imagem para todos, mesmo sem querer, não passa de uma pessoa fraca e que não consegue dominar os próprios sentimentos!

Me desculpem, mas não enganei somente á vocês, mas enganei a mim mesma e isso me deixa muito envergonhada!

Roberta 

sábado, 19 de fevereiro de 2011

Não posso ver, mas posso sentir!

Oi pessoas linda e que tanto amo!

Pois é, parece que foi ontem, mas no dia 19 de janeiro há exatamente um mês, o céu ficou mais lindo e perfumado. Deus levou nossa Olívia para junto Dele. 
Fiquei refletindo sobre o que postar neste dia, e como fiz um propósito de ver o lado bom das coisas, resolvi fazer como disse Renato Russo no refrão de "Pais e Filhos": "é preciso amar as pessoas como se não houvesse amanhã, porque se você parar para pensar, na verdade não há". Pensando neste verso que não saiu da minha cabeça desde ontem, decidi decretar hoje o "19 DIA INTERNACIONAL DE EXPRESSAR MEU AMOR". A partir desta data, vou em todos os dias 19 dizer claramente para as pessoas que amo e que fazem parte da minha vida, o quanto as amo e o quanto são importantes para mim. Percebi, que ao invés de chorar e me lamentar neste dia, vou aproveitar para amar e demonstrar meu amor, que muitas vezes deixamos passar dias, meses, anos e até mesmo uma vida inteira para expressar esse sentimento tão lindo e tão sublime, O AMOR!
Mas não me entendam mal, por favor, isso não quer dizer que não me lembro do que aconteceu, nem que não estou com o coração pequeninho/apertadinho de saudade e muito menos que não vou chorar, pois sou humana e tenho sentimentos como qualquer um, só não quero ficar me lamentando o tempo todo, perguntando porque, porque e porque. Infelizmente hoje, nada que eu faça ou pense, irá trazer de volta minha pequena Olívia, então, quero aproveitar para demonstrar meu amor para quem ainda esta aqui comigo, pois depois que partimos, por mais que tenhamos amor não poderemos mais fazer nada.

Se eu pudesse fazer um pedido hoje seria:
Você que esta lendo este post, AME! Mas ame com toda sua força aqueles que estão em seu coração. DEMONSTRE! Por mais que a gente saiba disso, é tão bom receber um abraço ou até mesmo ouvir que somos especiais e que somos amados! SINTA! Sinta o AMOR que você DEMONSTROU, pois quando entregamos amor, RECEBEMOS amor de volta, mesmo que esta não seja nossa intenção!
P.S.: Se você é Pai ou Mãe e tem o privilégio de ter o seu filho contigo, abrace-o, beije-o, sinta seu cheiro. Caso ele esteja longe fisicamente, ligue pra ele, diga o quanto você o ama e o quanto é feliz por sua vida. E quando você assim o fizer, lembre-se de que muitos pais e mães, gostaria de fazer o mesmo, mais infelizmente não tem mais essa oportunidade, como por exemplo Eu e o meu Xuxu!

Para terminar, uma oração do Livro Ápage - Padre Marcelo Rossi -sobre o Amor.

Oração

Senhor, Deus do Amor, ensina-me a amar.
Mesmo que meus olhos se fechem,
Ensina-me a amar.
Mesmo que meus ouvidos se ensurdeçam,
Ensina-me a amar.
Mesmo que minha boca silencie,
Ensina-me a amar.
Mesmo que meus braços e pernas se cansem,
Ensina-me a amar.
Mesmo que o mundo me apresente outros valores,
Ensina-me a amar.
Mesmo que meus irmãos me traiam,
Ensina-me a amar.
Mesmo que a esperança se vá,
Ensina-me a amar.
Mesmo nos momentos sem fé,
Ensina-me a amar.
Eu quero amar, Senhor.
Primeiro a Vós e depois aos meus irmãos.
Quero amar a mim mesmo, sem egoísmo, mas como templo do Vosso Santo Espírito.

Amém.

Com todo meu amor,

Roberta





quinta-feira, 17 de fevereiro de 2011

Enfim sou MÃE e isso é bom demaisss!

Calma pessoal! NÃO! eu NÃO estou grávida novamente! rsrsrs

Na vida temos várias escolhas que dependem somente de nós. O post de hoje faz parte dessas "escolhas", afinal, eu poderia escolher entre postar ou não postar e no caso de postar, escrever um post triste ou feliz. e o que será que eu escolhi? Minha escolha foi POSTAR COMO FUI E ESTOU FELIZ!

Eu já tinha um post pronto para compartilhar com vocês, mas acabei de decidir que iria fazer um novo.

Hoje estariamos comemorando um mês de vida da nossa princesa Olívia. 
Dá pra imaginar que exatamente á um mês eu me tornei MÃE? Quem é mãe sabe que não existe explicação para o sentimento de ouvir seu bebê chorar pela primeira vez. Apesar de nos sentirmos mãe durante toda a gestação, o momento do nascimento é algo realmente surreal, foi naquele momento que minha "ficha realmente caiu". O amor que senti naquele momento foi algo maior que eu. Eu amo meus amigos, minha família e amo o Xuxu com todas as minhas forças, então, pensei que amaria a Olívia como amo meu Xuxu, mas não, o amor que senti pelos nossos filhos é algo que não conseguimos imaginar antes de passar por essa experiência, realmente por ela deve se assemelhar ao amor que Deus sente por nós, a diferença é: "Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." João 3:16, e eu nunca, jamais em tempo algum, daria minha Olívia para salvar esse mundo cheio de desamor, violência, maldade,... não vou mentir, eu não daria! Podem me chamar de egoísta ou qualquer outra coisa, mas Ele conhece meu coração e sabe isso eu não faria.

Eu me lembro como me senti no dia de hoje. Era um misto de alegria, medo, coragem, expectativa, ansiedade, esperança, dor,... passei por um turbilhão de sentimentos em menos de 24 horas! Todos estavam felizes e não conseguiam conter a ansiedade. Tudo que acontecia a partir do momento que a Lolo, Ellen e Camila chegaram era contado via Twitter. Muitas pessoas acompanharam. Tiramos fotos, arrumamos as lembrancinhas, porta da maternidade... estavamos cuidando dos últimos detalhes para chegada de nossa menina. Todos que entravam no quarto percebiam a alegria que estava naquele quarto do hospital.
Última foto no quarto, assim que recebemos a notícia 
que ela iria nascer em poucos minutos!!!

Me arrumei e descemos, felizes, mas com um medinho que era normal sentir, pois a situação era diferente. 

Chegamos na porta do Centro Cirúrgico e pausa para mais uma foto... rs

Quando entrei no centro cirúrgico, estava com muito medo, fiquei sozinha. A Dra. Fernanda não permitiu que nenhum acompanhante entrasse pois o parto era prematuro e ela achou melhor assim. Ela ainda me disse que se não fosse feito o parto naquele momento, poderia acontecer o pior com a Olívia pois o líquido estava muito baixo, e era provável que o pior acontecesse comigo também e como eu queria minha filhinha viva e em meus braços, respirei fundo e fui para mesa de cirurgia. Demorou aproximadamente 30 minutos para a anestesista conseguir aplicar a medicação, eu estava muito inchada por causa dos remédios e ela estava com tanta dificuldade que até chamou o outro anestesista para ajudar, mas quando ele chegou ela conseguiu. Ela até brincou que fazia uns 20 anos que ela não sofria tanto e que teve que colocar a agulha inteira na minha coluna (eu nem quis saber qual o tamanho dessa agulha! hehehe). Depois disso, esperei somente por uns 10 minutos e já pude ouvir o choro da Olívia e os parabéns! Infelizmente eu não a vi, pois ela precisava fazer exames para ver se estava tudo ok e eu já estava ciente que ela iria para a UTI para fazerem os exames necessários e certificar que estava tudo ok com ela.

Quando saí do Centro Cirúrgico lá estava a "família buscapé"! Eu senti a alegria no ar. Os olhos deles brilhavam e seus poros exalavam felicidade como um perfume. Lindo! Meu Xuxu também estava lá. Nunca vi meu amor tão feliz! Eu tenho a imagem do seu olhar até agora nitidamente em meu coração.

No dia seguinte não conseguia conter minha ansiedade para conhecer minha pequena que estava na UTI. Quando entramos, perguntei: Onde esta minha filha Olívia? E quando bati os olhos, na criança mais linda, sabia  que era ela, mas não conseguia acreditar que um ser tão lindo e perfeito tinha saído de dento do meu ventre! Como foi lindo tocar sua pele macia, seus cabelos, suas mãos e pés... Ela era linda e era nossa filha! Era a transformação do nosso amor em UMA SÓ CARNE!

Eu não pude pega-la no colo e nem dar um beijo como eu gostaria tanto, mas as 30horas que ela viveu, valeu por uma vida inteira, mesmo que eu só tenha estado com ela por 1 hora. Ela se foi, mas eu sempre serei sua MÃE e ela sempre será minha FILHA. Não quero ficar me lembrando com pesar do dia de sua partida, pois a sua chegada foi linda e inesquecível, então prefiro me apegar á esses momentos. É como disse minha amiga linda Carina: "O que torna nossa vida leve é o amor... Pra quem ama, tudo é possível!"

Por hoje é só pessoal! Poderia ficar aqui horas e horas tentando explicar o meu amor de Mãe, mas seria em vão, pois esse sentimento é inexplicável!

Com todo meu carinho e amor,

MAMÃE ROBERTA


quarta-feira, 16 de fevereiro de 2011

Para duas mulheres Essenciais

Nos dias 14 e 16, duas mulheres especiais e importantes na vida da minha família e principalmente da nossa princesa, comemoram mais um ano de vida. 
Essas mulheres especiais participaram dos momentos alegres e principalmente dos momentos mais difíceis e dolorosos da minha gestação até o nascimento da Olívia.

Elas cuidaram das roupinhas (ajudaram o Xuxu na compra e lavagem das mesmas), da porta da maternidade, das lembrancinhas, na roupa que meu anjo saiu da maternidade, dos meus filhos caninos enquanto eu estava no hospital, do meu peixe e até do meu Xuxu, dando apoio e nunca deixando que ele perdesse a esperança que daria tudo certo. Elas também me acompanharam nos últimos exames de ultrassom, em algumas consultas médicas, me levaram para o hospital, ficaram nervosas comigo ao saber que o parto aconteceria naquela hora, ouviram o choro da minha filha (mesmo que de longe, pois aguardavam do lado de fora) estavam lá quando saí do centro cirúrgico para me dar apoio e força. Quando minha pequena decidiu ir morar com o Papai do Céu, estavam lá chorando comigo, sofreram, passaram mal, sentiram minha dor como se fosse delas, me levaram para casa, me acompanharam na nova obstetra para a primeira consulta após a perda da Olívia e depois para tirar os pontos, fizeram sopinha pra mim, compraram remédios, se preocuparam comigo e com o Xuxu nos primeiros dias após a nossa perda e continuam se preocupando conosco até hoje.

Deus em sua sabedoria cuidou de cada detalhe para a partida da Olívia. Ele permitiu que essas duas mulheres fizessem parte primeiramente da vida do Xuxu e da depois minha, foi um desses detalhes que Deus cuidou com imenso amor.

Não foi por menos que o Xuxu escolheu a mulher mais madura para ser a madrinha da nossa maior riqueza e a vida escolheu a mais jovem para ser prima-tia.

Não importa para onde a vida irá me levar no futuro, mas eu JAMAIS me esquecerei do carinho e cuidado que vocês tiveram comigo, meu marido, meus cachorros e principalmente, do amor que vocês cultivaram e demonstraram pela minha filha desde o momento que receberam a notícia de sua chegada até a dor de sua partida e da saudade que guardam em seus corações até hoje. Sem demagogia, serei ETERNAMENTE grata por tudo!

Essa é uma singela homenagem á vocês,

Tia Cristina e Ellen 

Que Deus em sua infinita sabedoria e bondade, retribua em dobro tudo que fizeram por nós. Que Ele lhes abençoe com muita saúde, paz de espírito, amor, sabedoria, alegria, amor, fé e união. E espero sinceramente poder comemorar  estas datas com vocês novamente por muitos, muitos e muitos anos.

Com todo meu amor e de minha familia,

Roberta, Xuxu, Kindim, Cacau, Romeu e Anjo Olívia.

(P.S.: aos meu amigos, peço que não se sintam desprezados ou com ciúmes, pois não escrevi este post para criar intrigas nem para ofender ninguém, e eu me lembro de todos que estavam ao meu lado e do meu marido fisicamente ou no coração. Seremos eternamente gratos sem exceção, á todos  que viveram esses dias de alegria e luto comigo, mas hoje é dia de homenagear essas duas mulheres e eu AMO CADA UM DE VOCÊS E TENHO CERTEZA QUE SABEM DISSO! =D)

Bem vindo ao mundo... REAL!!!

Roberta

domingo, 13 de fevereiro de 2011

Ai que saudade de você Olívia!

Hoje eu completaria 38 semanas de gestação... só consegui pensar nisto quando acordei. Os domingos são mais difíceis, pois penso como seria se a Olívia ainda estivesse em meu ventre.
Fomos passar um domingo em família na casa da Madrinha da Olívia. Amanhã é seu aniversário e pensamos que nossa menina estaria comemorando conosco esta data.

Aqui na praia o calor estava insuportável e todos estavam na piscina se divertindo... eu fiquei olhando toda aquela alegria e fiquei imaginando como seria se a Olívia estivesse aqui. Pensei que estaria tudo igual, mas que ela estaria ao meu lado na beira da piscina dentro do carrinho, no bebê conforto ou até mesmo no meu colo confraternizando conosco neste dia tão lindo e descontraído. Quando percebi, as lágrimas estavam escorrendo pelo meu rosto. Não quis estragar a felicidade de todos e me retirei por alguns instantes pois não estava conseguindo me controlar. Quando meu marido me olhou, logo perguntou o que estava acontecendo. Puxa, como ele me conhece! É difícil esconder alguma coisa dele. Eu disse que não era nada, que estava calor e que não estava chorando, mas foi muito difícil disfarçar.

Eu estava tão feliz, e sem nenhuma explicação meu coração ficou pequenininho e apertado ao pensar que ela poderia estar aqui, viva, fazendo nossa felicidade completa.

Agora, percebo que este sentimento que tive, tem um nome. Se chama SAUDADE. Saudade do que não vivi. Saudade do que não tive. Saudade do que não terei nunca mais, pelo menos não ao lado da Olívia.


"Também temos saudade do que não existiu, e dói bastante."
Carlos Drummond de Andrade


"Saudade é um sentimento que quando não cabe no coração, escorre pelos olhos."
Bob Marley

"Saudade é amar um passado que ainda não passou,
É recusar um presente que nos machuca,
É não ver o futuro que nos convida..."
Pablo Neruda

Com carinho,

Roberta



sábado, 12 de fevereiro de 2011

Montanha Russa de sentimentos

É muito estranho como as emoções acontecem aqui dentro.
Ontem pois como meus dias estão mais feliz, blá, blá, blá...
Pois bem, quando fui me deitar não conseguia parar de pensar na minha filha e a saudade começou a apertar meu coração. Me senti sufocada, com um mal estar, um vazio que me consumia, algo que não consigo explicar!

Liguei novamente meu computador e entrei no msn com o status ON LINE... ultimamente o que menos faço é ficar on no msn, pois ainda não estou tão preparada para responder todas as perguntas sobre porque, onde, como aconteceu, etc. 
Deus, mais uma vez cuidou de mim e quem encontro no msn? Meu Pai... conversamos bastante. Foi muito bom ver e conversar com ele. Choramos um pouco, mais foi bom, desabafei bastante aquele choro que estava aqui dentro, meu pai contou a história de um funcionário dele que perdeu 3 filhos com uma ou duas semanas após o nascimento e hoje tem 4 filhos (ESPERANÇA!). Ele achou que a esposa dele não suportaria tantas perdas, mas ela seguiu em frente, acreditou no seu sonho e conseguiu!
Eu gostou muito de conhecer a história de outras mães que viveram histórias como a minha, independente da causa morte, e do tempo que isto aconteceu, pois perder um filho, é perder um filho! Essas histórias me ajudam muito a superar cada dia de dor e lembranças. Quando sofremos uma perda como a que vivi, pensamos que somos a única pessoa no mundo a passar por isto e conforme vamos conversando e pesquisando, notamos que este sofrimento não é um privilégio nosso e que muitas famílias sofrem com o mesmo problema. 
O mais lindo e impressionante é ver que muitas pessoas ao invés de desistir e se entregar ao sofrimento, resolvem dar a volta por cima e mudar sua história e são nessas pessoas que me inspiro para continuar, afinal quero mudar minha história também! 
Eu ainda terei aquele adesivo de familia para colocar atrás do carro que vai ocupar praticamente todo o porta malas - eu, Xuxu, filho(a) 1, filho(a) 2, filho(a) 3, filho(a) 4 filho(a) 5, Kindim, Cacau e Romeu - Ufa.. viu como vai ocupar o porta malas! rsrsrs


Há esperança para o ferido

Como árvore cortado, marcado pela dor
Ainda que na terra envelheça a raiz
E no chão, abandonado, o seu tronco morrer
Há esperança pra você!
Ao cheiro das águas brotará
Como planta nova florescerá
Seus ramos se renovarão
Não cessarão os seus frutos
E viverá

Com carinho,


Roberta

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Meus últimos dias...

Ontem achei muito engraçado quando meu marido disse: Amor, acho que seu blog esta muito parado! Você só postou o nascimento do Erik. Não colocou mais nada sobre sua vida! Eu sorri e fiquei pensando sobre.

Tudo que é demais não é sadio. Acho que todos sabem o quando me sinto triste e o quanto penso em nossa pequena Olívia todos os dias, então, pensei que as pessoas já estavam cansadas de saber como estou sofrendo, como dói perder um filho, etc, etc... mas depois eu percebi que não! Mesmo escrevendo sobre minha dor todos que realmente gostam de mim, querem saber o que estou sentindo e quando não demonstro nada eles ficam preocupados pensando o que esta acontecendo.

Pois bem, então agora lá vai... Meus últimos dias....

Ontem fui ao escritório do meu esposo e venci mais um obstáculo! Eu estava com medo de ir até a parte da contabilidade e os funcionários ficarem me olhando com piedade ou dó. Morria de medo, relutei um pouco, mas meu esposo pegou em minha mão e me acompanhou. Me senti segura ao lado dele. Pode até parecer bobeira, mas quando sai de lá fiquei muito feliz! Me senti tão bem e realmente vitoriosa!

O que me deixa com um certo receio é que em todos os lugares que vou sempre tem um carrinho de bebê ou uma grávida... isso me deixa um pouco triste, pensando que poderia ser eu... Não que eu queira aquela criança ou estar no lugar daquela mãe, não é isso! Eu gostaria de estar com minha filha ou com minha barriga esperando por minha Olívia, pois no último domingo eu completaria 37 semanas.

Hoje fui ao cabeleireiro dar uma arrumada no visual. Queria tirar um pouco a "cara de grávida" que ainda me acompanha. Passei a manhã e metade da tarde lá. Já tinha me esquecido como demora ir ao salão! hehe O Xuxu disse que estou linda, mas ele é bem suspeito! rs

Ontem li no blog Perdi meu bebê a história de uma mãe que no dia 04/02/11 com 7 meses de gestação perdeu sua filha. Estava tudo perfeito, todos exames ok e sem nenhuma explicação, o coração de sua bebê parou de bater. Fiquei impressionada com a força dessa mulher. Apesar do pouquíssimo tempo que ela sofreu esta perda terrível, deixou uma linda mensagem de fé, amor e esperança. Fiquei muito comovida com sua história e com sua força de superação. Apesar do dor, não podemos nos entregar. Temos que continuar e seguir em frente, mesmo que ás vezes, não suportamos de tanta saudade e essa transborde pelos nossos olhos em forma de lágrimas que a maioria das pessoas não entendam!

Bom gente, é isso. Meus dias estão mais felizes mesmo com tantas lutas e provações. Meus amigos me amam e estão ao meu lado sempre (apesar da distância sinto o amor de cada um em meu coração). Deus se faz presente á todo momento em minha vida. Tenho meus filhos caninos Kindim e Cacau ao meu lado. Meu marido Xuxu é lindo, nos amamos muito e ESTAMOS JUNTOS É O QUE IMPORTA!

Muito obrigada pelo carinho de todos mais uma vez (desculpem mas não me canso de agradecer jamais!!!)

Com carinho,

Roberta


E o SENHOR te guiará continuamente, e fartará a tua alma em lugares áridos, e fortificará os teus ossos; e serás como um jardim regado, e como um manancial, cujas águas nunca faltam.